Lugar de tecnologia é no museu.

robo
É cada vez maior o facínio das pessoas pelos museus. A curiosidade, aguçada pela fome de informação e referências, garantem a evolução do pensar, dentro das pessoas. Os museus de arte ainda são os grandes favoritos onde, artistas e amantes da arte buscam aprender com o passado para tentar reinventar o presente. Dentro do campo das artes, o que sempre foi muito interessante foi a presença de ciclos e fases, sempre presente em longos períodos. A arte Renascentista por exemplo se extendeu por dois séculos, durante os séculos XV e XVI e, continuam até hoje influenciando artistas contemporâneos na buca por uma releitura e num novo estilo. Leonardo da Vinci e Michelangelo foram alguns dos grandes nomes deste período.

 

Atualmente existem grandes diferenças dentro dos museus. Ainda no campo das artes, por exemplo, foram perdidos os grandes períodos. Sim, um ciclo ou fases artísticas atualmente não conseguem ter o tempo necessário para amadurecer um ciclo. Cada fase tem um curtíssimo período. A necessidade de se reinventar é cada vez mais constante, devido a velocidade frenética dos artistas em encontrar algo novo, diferente de tudo que já foi feito até então. Um museu de arte tinha por finalidade de recolher, conservar, pesquisar e valorizar de diversas maneiras um conjunto de elementos de valor cultural.  Será que os museus continuam somente com este papel?

 

Desta forma, o papel dos museus passam a ser questionado. Ganham muito mais importância. Ganham mais uma finalidade. E, diante deste fato é possível encontrar uma outra categoria de museus aparecendo pelo mundo a fora. Os museus de inovação, ciência e tecnologia. Grandes museus são transformados em espaços que apresentam muito mais um trabalho de vanguarda, do que uma história. Em busca de mostrar muito mais do que tendências e futuros projetos, muitos países estão criando museus para demonstrar um potencial de inovação.

 

Museum für Kommunikation
O Museu de Comunicação de Berlim, por exemplo, dedicou uma mostra especial à história dos robôs e à interação entre homem e máquina. A exposição intitulada Die Roboter kommen! (‘Os robôs vêm aí!’, em tradução livre) mostra o desenvolvimento da tecnologia robótica, mas não se limita a temas técnicos. Museum für Kommunikation (www.museumsstiftung.de, Leipziger Straße 16, Mitte, Berlin.  +49 30 202940)

 

Stifung Deutsches Technikmuseum Berlin
Ainda em Berlim, o Museu de Tecnologia de Berlim é um lugar aonde se encontra tudo sobre história e ciência por trás dos aparelhos e as coisas que usamos todos os dias.
Deutsches Technikmuseum (www.sdtb.de, Trebbiner Straße 9, D-10963 Berlin-Kreuzberg. +49 30 90254-0)

 

National Museum of Emerging Science and Innovation, Odaibam, Japão
Saindo um pouco dos arredores de Tóquio, é possível confirmar que não só a grande metrópole japonesa anda nessa velocidade alucinante sempre em volta das telas cada vez menores. Este local chama-se National Museum of Emerging Science and Innovation em Odaiba, à 45 minutos de Tóquio.
Odaiba é uma grande ilha artificial na Bahia de Tóquio (Tokyo Bay), atravessando a Rainbow Bridge da central de Tóquio. Dentro do museu, todas as instalações do museu são cuidadosamente explicadas através de telas touchscreen em inglês e japonês. É um passeio garantido para quem gosta de tecnologia e ciência.
Aberto em 2001 em Odaiba, este facinante museu educacional proporciona uma viagem dentro das novas tecnologias, incluindo interações com robos, viagens em realidade aumentada, um planetário e displays que sugerem o futuro das aplicações na medicina e no meio ambiente. Tudo desde a nanotecnologia.

 

Symbol Zone Geo-Cosmos
Geo-Cosmos, which floats in the open space of the 1F Symbol Zone, is the symbol exhibit of the National Museum of Emerging Science and Innovation. Director Mamoru Mohri wanted to “share with many people the glowing image of the earth as seen from outer space.” On the surface of this suspended sphere which is 6.5 meters in diameter are approximately 1 million LEDs (Light Emitting Diodes) through which it is possible to project various images relayed by satellite as the world’s first spherical display. At the Oval Bridge, which surrounds Geo-Cosmos, environmental music that was planned between director Mohri and Mr. Ryuichi Sakamoto based on the concept of “the voices of earth and space,” can be heard. Through the direction of wind, amount of solar radiation, temperature and wind velocity, sounds are created in real-time by the mechanism where it is detected by sensors set on top of the roof of the National Museum of Emerging Science and Innovation.

 

A parte mais interessante é que o museu agrada pessoas de 3 a 80 anos. E, para a minha surpresa, a maior parte das pessoas que se divertem por lá são as crianças. Talvez pelo fato delas imaginarem que aquilo já será algo ultrapassado quando eles estiverem com 20? Talvez esta preocupação subliminar já começa dentro das nossas cabeças mas, o tempo nos torna resistente a mudanças. Como é bom ser criança para ver um robô e imaginar um mundo de possibilidades, tudo que é possível e impossível, de como usar as novas tecnologias. Enfim, ter a mente livre para utilizar a tecnologia não rotulada por fórmulas.
Enfim, creio que seja uma tarefa difícil de desvendar o que se passa dentro de uma mente japonesa, neste caso. Se ela já é potente, o que pensar de uma turma de japoneses de 9 anos dentro deste museu. São, simplesmente geniais.Uma curiosidade é de como o país tem um papel fundamental neste exercício de cultivo das novas tecnologias. O Japão demonstra que, a tecnologia além de ser livre ela deve ser dividida com o maior número de pessoas.

 

Para que cada um adicione valor, novas idéias. Para mim, fica claro que o povo japones está a anos luz na nossa frente. As metas que estabelecem são metas a muito longo prazo para calgar alguma invovação a médio prazo. Tudo é levado a sério e, para um povo que brinca com robôs em seus desenhos animados, não podemos subestimar o poder da indústria da robôtica. É algo que ainda podemos tentar aprender mas, teremos que pensar cada vez mais a longo prazo para conseguir acompanhar a velocidade de desenvolvimento do povo japonês.

 

National Museum of Emerging Science and Innovation, Odaiba
www.miraikan.jst.go.jp , 2-41 Aomi, Location Koto-ku, Odaiba
Transportation Station: Telecom Center or Fune-no-Kagakukan (5 min.)
+03/3570-9151
Hours Wed-Mon 10am-5pm
Prices Admission ¥500 ($4.15/£2.10) adults, ¥200 ($1.65/85p) children